• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste

Desenvolvimento Urbano

17/05/2017 16:30

Reforma de casarões no Centro Antigo beneficia 26 famílias

O Centro Antigo de Salvador está de cara nova, graças às obras de requalificação de vias, acessibilidade, recuperação e manutenção de monumentos históricos. Além dos projetos de infraestrutura, uma das prioridades do Governo do Estado é a criação de novas unidades habitacionais para manter os antigos moradores na região. Cerca de R$ 3 milhões estão sendo investidos na reforma de três casarões, localizados nas ruas São Francisco e 7 de Novembro, para atender a população vulnerável da região

A Companhia de Desenvolvimento Urbano da Bahia (Conder), por meio da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas), é responsável pela elaboração e execução de projetos na área de habitação social. De acordo com superintendente operacional do órgão, Milton Melo, os imóveis são completamente reformados. “A partir desse serviço de revitalização, são criadas unidades habitacionais com novas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, que beneficiarão 26 famílias, com toda a estrutura adequada e condições digas para que essas pessoas possam viver bem.”

As reformas fazem parte do Programa de Habitação de Interesse Social (Phis), que visa a recuperação de imóveis que se encontram em ruínas, desocupados ou subutilizados para uso habitacional de pessoas em estado de vulnerabilidade social, como explica a superintendente de planejamento da Dircas, Tânia Barros. “O Governo do Estado entende que somente através de habitação nós vamos conseguir fazer uma revitalização do Centro Histórico. Mantivemos os antigos moradores, que são provenientes do aluguel social e bolsa aluguel. Depois de receberem os imóveis, eles passam a administrar os custos dos serviços essenciais e a manutenção dos imóveis”.
A reforma dos casarões é uma oportunidade de mudança na vida de pessoas como a cabeleireira Ednalva Oliveira, que está aguardando com felicidade a conclusão da obra. “Minha expectativa é grande. Sou nascida e criada no Pelourinho e sempre foi meu desejo continuar morando aqui. Fico muito feliz porque a obra já está bem avançada. Será uma mudança muito grande. Com a casa própria e sem pagar aluguel, eu vou poder me estabilizar financeiramente. Vou conseguir poupar dinheiro para investir num negócio próprio”, afirma.

Famílias já atendidas

Outras famílias residentes no Centro Antigo de Salvador já vêm sendo atendidas pelo Governo do Estado. Em 2012, 107 unidades habitacionais do Conjunto Nossa Senhora do Pilar, na Cidade Baixa, foram entregues. A Dircas/Conder também fez reforma de casarões do Centro Histórico, que estavam abandonados ou em ruínas, para a produção de 36 unidades habitacionais destinadas aos servidores públicos, participantes do Programa Habitacional de Servidor Público (Prohabit), e 83 novas moradias, que foram entregues para antigos moradores que recebiam aluguel social.

Para a aposentada Jandira Carvalho, que recebeu uma unidade no fim de 2016, a transição para o novo imóvel foi a realização de um sonho. “Antes, eu vivia muito aborrecida porque não tinha onde morar. Apesar de receber o auxílio aluguel, eu morava em um lugar onde não tinha um banheiro só meu, o que era o meu sonho. Também não tinha um espaço em que eu pudesse dormir e acordar na hora que eu quisesse. Eu tenho 70 anos, sou aposentada e aquela era uma realidade muito difícil pra mim. Estou muito feliz agora. Nunca estive tão bem”.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.