• Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste

Desenvolvimento Urbano

08/06/2017 15:00

Consórcios solicitam nova data para licitação do VLT

Representantes dos seis consórcios que participaram da sessão pública de apresentação do projeto VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), nesta quinta-feira (8), solicitaram a mudança na data da licitação. Inicialmente, o certame está marcado para o dia 30 de junho.

A sessão pública ocorreu nesta manhã, no Stiep, em Salvador. A reunião contou com as presenças de representantes de consórcios e empresários. O projeto foi apresentado pelo secretário da Casa Civil, Bruno Dauster.

A proposta foi prorrogar a data da licitação por mais 60 dias. O secretário da Casa Civil solicitou que o pedido seja formalizado. “Essa solicitação deverá ser submetida a uma avaliação do Governo”, disse Bruno Dauster.

A sessão pública foi avaliada como bastante positiva pelo secretário da Casa Civil. “Discutimos pontos muito pertinentes, o que nos dá, em princípio, um conforto grande de que teremos uma disputa boa no VLT”, avaliou.

INEDITISMO

Bruno Dauster ressaltou, ainda, o ineditismo desta modalidade de financiamento do VLT. “Essa é uma estrutura de financiamento absolutamente nova, onde o Estado é o protagonista, mas o tomador é o privado”, explicou.

O edital de concessão 01/2017 para a implantação e operação do VLT está disponível na página da Sedur na internet. O edital também pode ser obtido em mídia eletrônica no Setor de Licitações da Sedur - 2º andar, das 9 às 17 horas.

O VLT, que vai substituir os trens do Subúrbio, terá 18,5 quilômetros de extensão e 21 estações. Estão previstas intervenções em duas fases: a primeira, entre o Comércio e Plataforma, tem 9,4 km; e a segunda, entre Plataforma e São Luiz, com 9 km.

Atualmente, a malha ferroviária que liga Paripe à Calçada é de 13,6 quilômetros. É importante ressaltar que o sistema de trens do subúrbio data da década de 70, portanto, com equipamentos antigos e que, eventualmente apresentam problemas técnicos.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.