• Sei Bahia
  • RH Bahia
  • RH Bahia
  • Casa Nova

Desenvolvimento Urbano

15/03/2019 18:00

Palestra na Sedur aborda o trabalho da Ronda Maria da Penha na Bahia

Machismo, Lei Maria da Penha, relações familiares e violência contra mulher foram assuntos abordados em palestra realizada no auditório da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur), nesta sexta-feira (15). O evento teve como objetivo informar e conscientizar os funcionários da secretaria sobre o trabalho realizado pela Operação Ronda Maria da Penha (ORMP), uma operação da Polícia Militar da Bahia (PMBA) que realiza ações de combate à violência contra a mulher.

“Diante dos preocupantes números de feminicídio na Bahia e no país, ações de conscientização são fundamentais. Acredito que teremos um país muito melhor com as mulheres ocupando espaços de poder”, disse o secretário Estadual de Desenvolvimento Urbano, Sérgio Brito, na abertura da palestra.

Segundo o estudo Mapa da Violência, a Bahia tem uma taxa de 5,8 homicídios de mulheres, ou feminicídio, para cada 100 mil mulheres, número maior que a taxa nacional. O Brasil ocupa a 5ª posição no ranking dos 83 países com maior número de homicídios contra as mulheres.

“Não só o combate e o enfrentamento, a gente acredita que, a longo prazo, esse trabalho preventivo tenha um impacto significativo”, afirma a capitã Alcilene Coutinho, subcomandante da ORMP, responsável por ministrar a palestra.

Ronda Maria da Penha

Pensando em mulheres que sofrem violência doméstica em toda a Bahia, a Ronda foi o primeiro projeto do Governo do Estado dedicado a combater a violência contra a mulher e o feminicídio. Desde 2015, quando foi criada, a Ronda é responsável por acompanhar e proteger as mulheres sob medida protetiva judicial- baianas que denunciaram as agressões sofridas no ambiente doméstico e aguardam seus casos serem julgados legalmente. Ao todo, no Estado da Bahia, 4.275 mulheres são protegidas pela Ronda Maria da Penha com visitas surpresa às casas das vítimas e um acompanhamento próximo da Polícia Militar. A iniciativa e sua idealizadora, a Major Denice Santiago, foram destaque na imprensa nacional em 2017.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.