O Veículo Leve de Transporte (VLT) do tipo monotrilho, é uma obra do Governo do Estado para ampliar o sistema estruturante de mobilidade em Salvador na RMS, já em implantação através da Concessionária Skyrail Bahia. Intitulado VLT do Subúrbio, o modal é o mais moderno e avançado sistema de transporte de passageiros atualmente em construção em toda a região Nordeste do Brasil.

Aliando sustentabilidade, agilidade e conforto, os carros do VLT do Subúrbio operam com baixos níveis de ruído, sendo climatizados e proporcionando conforto aos passageiros e moradores próximos das 25 paradas que fazem parte do sistema. Integradas à paisagem local, cada uma dessas 25 estações oferecerá uma ampla visão da região da Baía de Todos os Santos, com ventilação, iluminação natural e moderno acabamento em vidro. E como o deslocamento dos carros ocorre sobre vigas-guia elevadas na maior parte do projeto, sem interferência nas vias existentes, o livre acesso da população de um lado a outro da linha praticamente elimina os riscos de acidentes e reintegra comunidades até então separadas pela linha do antigo trem.

Sobre a segurança na operação do VLT, cumpre mencionar que ela é garantida por um conjunto de sistemas que atuam em paralelo para controlar, de forma integrada: circulação e velocidade dos trens, demanda dos passageiros pelo serviço, além de outras informações como um sistema de câmeras que monitora o alinhamento dos carros e fornece informações em tempo real. Travas do sistema de portas nas plataformas, por exemplo, têm sua abertura vinculada à posição da área de embarque e desembarque de passageiros: um importante diferencial de segurança.

VLT do Subúrbio

Com capacidade de transportar cerca de 172 mil passageiros por dia, os 28 trens do VLT do Subúrbio – com capacidade para transportar 600 passageiros cada – irão circular ao longo de 23,3 quilômetros para ligar a capital baiana à cidade de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador, passando por 25 paradas em suas linhas laranja e verde.

A linha laranja será composta por 23 paradas, iniciando no município de Simões Filho (Ilha de São João) e passando por: São Luiz, Paripe, Coutos, Setúbal, Periperi, Praia Grande, Escada, Itacaranha, São Braz, Plataforma, São João, União, Lobato, Suburbana, Santa Luzia, Baixa Fiscal, Calçada, São Joaquim, Soledade, Baixa de Quintas, Heitor Dias até a parada Acesso Norte, onde haverá a integração com a CCR Metrô Bahia. Na parada São Joaquim, os usuários do VLT do Subúrbio poderão fazer uma conexão para a linha verde, e seguir por mais duas paradas: Porto e Comércio. A figura abaixo demonstra as paradas e o itinerário:

Cada trem possui 47 metros de comprimento, 3,16 metros de largura e 4,5 metros de altura, com livre circulação entre os carros. A operação do VLT do Subúrbio, acompanhada em tempo real do Centro de Controle e Operação (CCO), na Calçada, por meio de uma estrutura de câmeras de monitoramento nas paradas ao longo da via, trará benefícios como a ordenação do tráfego, redução dos níveis de poluição e melhoria da mobilidade urbana, ao oferecer agilidade aos passageiros. O tempo de espera entre um trem e outro será de três minutos e meio, e 41 minutos será o tempo necessário para ir da Ilha de São João ao Acesso Norte: uma alternativa aos congestionamentos do transporte viário.

Previsão de entrega da obra

A previsão é que o VLT do Subúrbio esteja com 100% do projeto concluído no segundo semestre de 2024. No entanto, por se tratar de um empreendimento de grande porte, que demanda um investimento de R$ 2,5 bilhões, há vários marcos e etapas ao longo desse prazo que serão entregues à medida em que estiverem prontos para atender à demanda da população, incluindo partes de trechos do projeto.

Os primeiros testes operacionais do trem na capital baiana serão realizados já no primeiro semestre de 2022. No segundo semestre desse mesmo ano, um trecho de dois quilômetros entre as paradas Calçada e Santa Luzia será liberado. Em 2023, no primeiro semestre do ano, está prevista a entrega de um trecho de pouco mais de quatro quilômetros que deverá chegar até a parada Lobato.