• Prêmio de boias práticas 2017
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste
  • Banner Recadastramento do Servidor

Metrô

Inaugurado em junho de 2014, após apenas 1 ano e meio sob a gestão do Governo do Estado, o sistema metroviário da capital baiana começou a operar em caráter experimental com quatro estações: Lapa, Campo da Pólvora, Brotas e Acesso Norte. Com a entrega das estações Retiro, em agosto de 2014, e Bom Juá, em abril deste ano, o sistema atingiu 9,7 km de extensão e, após 1 ano e dois meses de operação, está próximo de atingir a marca de 7 milhões de passageiros transportados.  

A Linha 1 vai até o bairro de Pirajá, totalizando 12 km. No entanto, já estão garantidos recursos para a sua ampliação, ligando a futura estação Pirajá à região de Águas Claras e Cajazeiras, com extensão de 5,5 quilômetros, elevando para 10 o número de estações na Linha. Além disso, já foram iniciadas as obras de construção da Linha 2, que ligará a estação Acesso Norte ao Aeroporto Internacional de Salvador, passando pelo canteiro central da Avenida Paralela. Esta segunda linha terá 20,7 km de via e 12 estações, além de quatro terminais de integração (Acesso Norte, Rodoviária, Pituaçu e Aeroporto) e a reforma de outros dois (Rodoviária Norte e Mussurunga). As obras no canteiro da Av. Paralela também incluem a construção de dez novas passarelas ao longo da via, reforma e adequação das passarelas existentes, e a preservação das lagoas da região.

Pirajá e Bonocô são as próximas estações da Linha 1 a serem incorporadas ao sistema metroviário ainda em 2015. Já o primeiro trecho da Linha 2, que sai da estação Acesso Norte, passa pela estação Detran e chega até a estação Rodoviária, com 2,2 km, segue em ritmo acelerado, com previsão de entrega no primeiro semestre de 2016. 

O segundo trecho inclui quatro novas estações: Pernambués, Imbuí, CAB e Pituaçu, com início da operação já no ano que vem, completando mais 6,5 km de via concluída. No segundo semestre de 2016, serão entregues mais quatro novas estações da Linha 2: Flamboyant, Tamburugy, Bairro da Paz e Mussurunga, somando mais 7,5 km de trilhos. Em 2017, com a entrega da Estação Aeroporto e mais 3,5 km de via, estarão finalizadas as duas linhas do modal.

O término total da obra está previsto para o final de 2017, com extensão até Lauro de Freitas, totalizando 41 km de extensão. 

O Grupo CCR, que em 2013 venceu a licitação em leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo, é a  concessionária responsável pela operação e construção do sistema.

  • Documentos (Acesso Público)
 

Recomendar esta página via e-mail: