• Prêmio de boias práticas 2017
  • Programa de Estágio
  • Novs sedes e visturas reforçam segurança no Sudoeste

Obras - Mobilidade Urbana

LINHA AZUL (SALVADOR)

Status: em andamento.

A Linha Azul (antes chamada de Corredor Transversal 1) ligará Patamares ao Lobato através da duplicação e ampliação da Avenida Pinto de Aguiar (concluída em 2014), da duplicação da Avenida Gal Costa e da implantação da via de ligação Pirajá – Lobato. Serão 12,7 km de extensão, por onde estarão distribuídos 10 viadutos, 4 túneis duplos, ciclovias e pista dupla com 3 faixas cada; incluindo uma exclusiva para o transporte público, integrando-se ao metrô. Com investimentos de R$ 647 milhões, a ligação do subúrbio com a orla atlântica criará novas rotas para bairros como  São Rafael, São Marcos, Sussuarana, Mata Escura e Campinas de Pirajá. 


LINHA VERMELHA (SALVADOR)

Status: em andamento.

A Linha Vermelha (antigo Corredor Transversal 2)  ligará Piatã a Paripe, passando pela BR-324, através da duplicação da Avenida Orlando Gomes e da construção da Avenida 29 de Março (obras já iniciadas). Serão 20 km de extensão, por onde estarão distribuídos 6 viadutos, pontes, calçada, ciclovia e pista dupla com 3 faixas cada; uma delas exclusiva para o transporte público e, assim como na Linha Azul, integrando-se ao metrô. O investimento inicial é de R$ 581,5 milhões, com o acréscimo já previsto de R$ 250 milhões para a ampliação de 8 km de extensão, finalizando a ligação até Paripe (Estação São Luís). As novas rotas beneficiarão, diretamente, moradores em bairros como Trobogy, Mussurunga, Bairro da Paz, Jardim Nova Esperança, Águas Claras e Cajazeiras.

Ao todo, serão investidos quase R$ 1,5 bilhão para interligar as vias urbanas de Salvador, na maior obra de mobilidade da capital baiana.


VIA EXPRESSA BAÍA DE TODOS OS SANTOS (SALVADOR)

Status: concluída em novembro de 2013.

A Via Expressa Baía de Todos os Santos tem extensão de 4,3 km, ligando a BR-324 ao bairro do Comércio. A Via atende a uma importante demanda por um novo acesso ao Porto de Salvador; o primeiro na Região Norte/Nordeste em movimentação de contêineres e um dos maiores em exportação de frutas.
A Via Expressa é composta por três túneis, 14 viadutos e 10 faixas (quatro para veículos de carga, quatro para veículos leves e duas exclusivas para ônibus) e ainda quatro passarelas, interligando os bairros. Também conta com ciclovia e ampliação do passeio público. 
Com investimento total de R$ 480 milhões, a obra foi inaugurada, na sua totalidade, em novembro de 2013.


LIGAÇÃO VIÁRIA AV. LEM/BR-324 (SALVADOR)

Status: concluída em abril de 2014.

A ligação entre a Avenida Luís Eduardo Magalhães e a BR-324 é uma intervenção que cria um acesso direto entre a Avenida Paralela e o centro da cidade, sem passar pela região do Iguatemi, e entre a San Martin e o Bonocô, sem passar pela Rótula do Abacaxi. Com a ligação, quem trafega pela Paralela em direção ao centro pode entrar na Av. Luís Eduardo Magalhães, fazer o novo retorno criado no fim da via e, em seguida, entrar à direita, no acesso criado para a BR-324. Com esse trajeto, é possível ir para o Bonocô ou pegar a Via Expressa em direção ao Comércio. Para quem vem da San Martin, o acesso evita a passagem pela Avenida Barros Reis e pela Rótula do Abacaxi, otimizando o trânsito na região e adjacências. 


COMPLEXO VIÁRIO IMBUÍ-NARANDIBA (SALVADOR)

Status: concluída em setembro de 2014.

O Complexo Viário Imbuí-Narandiba envolve um conjunto de três viadutos (dois no Imbuí e um em Narandiba), além das vias marginais que ligam o Centro Administrativo da Bahia (CAB) à Avenida Luís Eduardo Magalhães e o Imbuí, em direção ao supermercado Extra. O investimento total foi de R$ 95 milhões.
Além das intervenções viárias, o projeto incluiu obras de macrodrenagens para solucionar os problemas de alagamentos que ocorriam durante o período de chuvas fortes.Também foram entregues, à população, uma praça multiuso para esporte e lazer,com paisagismo, e um estacionamento próximos ao Condomínio Amazonas.


ESTRADA DO CURRALINHO - LIGAÇÃO STIEP/AV. PARALELA (SALVADOR)

Status: concluída em outubro de 2014.

A Estrada do Curralinho é uma ligação entre as avenidas Paralela e Luís Eduardo Magalhães, e o bairro do Stiep. É formada por duas vias, compostas por duas faixas de trânsito cada, totalizando 2 km de extensão. O investimento foi de R$ 5 milhões na execução dos serviços de pavimentação e urbanização, além da implantação de passeios, iluminação pública e paisagismo.
A ligação viária cria alternativas de tráfego, principalmente para quem costuma passar pelos bairros do Stiep, Costa Azul, Imbuí, Boca do Rio e Jardim Armação, já que também está integrada às alças de ligação da Avenida Luís Eduardo Magalhães com a BR-324, e aos viadutos e vias marginais da Paralela.


AVENIDA NÓIDE CERQUEIRA (FEIRA DE SANTANA)

Status: concluída em agosto de 2014.

A pista, que tem 8,1 km e vai da BR-324 (próximo ao Parque de Exposições) até a Avenida Getúlio Vargas, recebeu investimentos de R$ 26,7 milhões em pavimentação, passeios laterais, iluminação pública, sinalização, ciclo-faixa, faixa de pedestres e paisagismo no canteiro central. A nova via integra o Programa de Mobilidade e Acessibilidade Urbana do Governo do Estado e vai desafogar o tráfego e facilitar o trânsito de alunos à universidade e ao centro da cidade. O principal objetivo da nova Nóide Cerqueira é melhorar o Sistema Viário Urbano, desenvolvendo a economia local e proporcionando ganhos e facilidades não só para quem trafega em Feira de Santana, mas também para aqueles que se destinam às cidades de Santa Bárbara, Serrinha e outros municípios do Portal do Sertão.

Recomendar esta página via e-mail: