• RH Bahia
  • RH Bahia
  • Bahia estado voluntário
  • Bahia estado voluntário

Desenvolvimento Urbano

03/10/2019 10:00

VLT: Governo do Estado apresenta detalhes do projeto às comunidades do Subúrbio

Moradores dos bairros de Escada e Itacaranha se reuniram, nesta quarta-feira (2), com representantes do Governo do Estado e da concessionária Skyrail Bahia, e conheceram detalhes do projeto do VLT, que vai ligar o bairro do Comércio, na cidade baixa da Capital, até a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador.

O encontro, realizado na Capela de Nossa Senhora de Escada, foi o primeiro de nove encontros previstos para acontecer durante o mês de outubro, e vão reunir, no total, 17 comunidades do Subúrbio Ferroviário para que estas conheçam desde detalhes do projeto do modal de transporte até questões referentes a desapropriações. O público "preferencial" será de moradores de até três comunidades, que serão mobilizados ao longo do dia.

A superintendente de Mobilidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), Grace Gomes, fez a apresentação do VLT aos moradores e destacou a importância do Governo dialogar dentro das comunidades diretamente envolvidas com o projeto. "Nós realizamos esse primeiro encontro com a comunidade que vai ser beneficiada com a implantação do projeto do VLT Monotrilho. No mês passado, finalizamos a aprovação do projeto e agora podemos mostrar à comunidade a importância, o que é que vai chegar para eles, o que é o VLT, como eles vão utilizar esse novo modal, e todos os benefícios, não só a mudança de meio de transporte, de trem pra VLT, mas tudo o que vem acoplado a isso: o parque linear, o retorno das pessoas à praia, a recuperação desse visual maravilhoso que o Subúrbio tem. Na reunião, tiramos as dúvidas, as angústias das pessoas. Foi uma reunião muito boa, onde as pessoas receberam muito bem o projeto e nos acolheram de forma excelente", destacou Grace.

"O que queremos é dar um novo transporte, mas manter toda identidade cultural que existe aqui no Subúrbio, fazendo com que esse VLT passe também a integrar a vida das pessoas e seja parte desse patrimônio cultural que hoje a gente tem aqui", completou a superintendente.

Moradora de Escada há mais de 45 anos, Eliana Pitangueiras acredita que as reuniões são importantes porque esclarecem as dúvidas de moradores. "Muita gente estava preocupada sem saber o que ia acontecer, então desde o momento que recebemos o convite para essa reunião aqui na associação sabíamos que era o momento de ouvir de quem de direito o que vai acontecer. Acredito que esse projeto vai ser bom para todo mundo", disse.

Nesta quinta-feira (3), a reunião será no Centro de Cultura de Plataforma, com moradores de São Braz, Plataforma e São João, como público alvo. Na próxima semana, as reuniões acontecem nos bairros de Coutos, Periperi e Ilha de São João. Na semana seguinte em Lobato, Santa Luzia e Baixa do Fiscal e em seguida em Paripe.

VLT

Com capacidade para transportar confortavelmente cerca de 156 mil usuários por dia, o modal será movido à propulsão elétrica, sem emissão de agentes poluentes que prejudicam o meio ambiente. Rápido, seguro e confortável, o monotrilho será equipado com sistema de ar condicionado e wi-fi.

A Fase 1 compreende 19,2 km, com 21 estações e vai ligar o bairro do Comércio, na cidade baixa da Capital, até a Ilha de São João, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. Na fase 2, que liga a região de São Joaquim até o Acesso Norte (integração com o metrô), estão previstas mais 5 estações.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.